quinta-feira, 3 de abril de 2008

António Costa recebe STML


Amanhã, dia 4 pelas 15 horas, o Presidente da CML António Costa recebe o STML (Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa). Tema incontornável desta importante reunião será o problema dos trabalhadores precários da CML.

Perante os últimos desenvolvimentos pensamos que, independentemente de todos os outros problemas que haveria a discutir, a situação dos precários se tornou uma obrigação do sindicato para com os trabalhadores. Em causa está o mais elementar direito ao emprego que envolve quase um milhar de pessoas.

Confiamos nas posições do STML e na defesa que fará dos nossos interesses. Esperamos que António Costa tome uma posição honrosa face aos compromissos assumidos e dê como devido a largas centenas de trabalhadores um processo de integração de todos os precários que preconizam contratos de trabalho efectivo.

Face à postura zigue zagueante de alguns protagonistas neste longo processo – alguns vereadores e directores municipais em quem os trabalhadores precários sabem não poder confiar –, caberá a António Costa a derradeira palavra. Esperamos verdade e seriedade do Presidente e não mais armadilhas e planos ocultos que passam por despedimentos às cegas como uma parte considerável dos que foram levados a cabo no inicio do mandato.

A António Costa resta referir que pode ficar na história do Município de Lisboa como o presidente que resolveu este problema de mais de uma década, sem condenar ao desemprego centenas de pessoas que há longos anos dão o seu melhor pelo município, pela cidade e pelos seus munícipes.

Nota: dia 9 de Abril pelas 17 horas está marcado um plenário do sindicato com os trabalhadores precários. Seria muito positivo que lá estivesse um número significativo de interessados, sobretudo porque o tema será precisamente esta reunião com o presidente.

30 comentários:

Anónimo disse...

Também acho fundamental que a malta alinhe e vá ao plenário.

Ou vamos, ou depois não critiquem.

Anónimo disse...

Pois é. Acho o mm mas os gajos do Berloque devem estar lixados pq parece q n convidaram o Sá Fernandes nem prá reunião nem pró plenário. Isto deve ser pra eles uma cimeira PS/PCP.
VAI TUDO ABAIXO!!!!!!
Vai se a ver e quem salva o dia vai ser o Toni Costa e n o Sá (lixado!!! n é?)
Epá... aquela dos vereadores e dos directores ziguezagantes era pra quem? huuuuuuummmmmmmmmmmmm
Já sei: aceitam-se apostas mas um deles é o Cardoso e o gajo que reune c a malta verde no forum lx... adepois vêm o Centeno e a Manelinha ex-Cascais... ena ena... tudo malta q eu n queria lá em casa a dar na cervejola e chupar patas de sapateira.
J´ agora se o Costa se armar em bacano peçam ao gajo a cabeça da gaja q quer pôr 500 na rua e do gajo q andou a despedir malta c anos e anos de casa. Era de homem, Toninho!!!

Anónimo disse...

Eu ñ acredito neste presidente nem do STML.
E depois vêm dizer que no tempo do Carmona é que era mau. Mas foi o Carmona que quis resolver o problema.Os outros é que ñ deixaram. Agora estamos em vias de ir para a rua porque isto é tudo um bando de mentirosos.
As saudades que eu tenho do Sr. Professor, esse sim um homem sério a quem o PS e o Bloco de Esquerda armaram uma armadilha. Mas agora provem do veneno desta gente: a cidade numa miséria, um saneamento ilegal e despedimentos de montes de gente.E isto é a esquerda????

Anónimo disse...

Dia 9 eu vou lá estar, e axo q toda "os verdes" deveria ir, acreditem ou não. Marquem a difença e não digam q não foram avisados. Temos de ir todos, pq a todos interessa. Esta luta é nossa.

Anónimo disse...

Seria bom saber quantos recibos verdes estão filiados neste sindicato?
Que eu saiba quase nenhuns!
Então que legitimidade têm eles p/ nos representar?
Alguèm lhes passou procuração?
Mais vale aceitar a proposta do presidente do que ficar de mãos vazias!
Nós é que nos devíamos constituir numa comissão representativa de todos os "verdes" e falarmos com o presidente!
Vamos lá todos ao plenário dia 9 e a partir daí organizamo-nos.

Anónimo disse...

Podem ir todos os RV, eu sei pq já fui e n sou filiada. Portanto TOCA a todos, PODEMOS IR TODOS E DEVEMOS.

Anónimo disse...

Não quero ser alarmista mas as notícias não vão ser muito boas. O presidente vai defender o envio de rescisões dos contratos ao abrigo da lei 12-A comprometendo-se a resolver as coisas com alguns precários até final de Junho. O sindicato vai ser encostado à parede e obrigado a aceitar a solução.
Agora pergunto eu: e o tempo chega para tomar medidas que não passem pela renovação dos actuais contratos. Digo já que não chega.

Anónimo disse...

Bem, essa notícia não é necessariamente má. Se o presidente enviar uma carta de denúncia, com base na lei 12-A, a um avençado do seu gabinete (ou do gabinete do Sá Fernandes) e regularizar os restantes vínculos até final de Junho, conseguiremos viver com isso.

Anónimo disse...

“O presidente vai defender o envio de rescisões dos contratos ao abrigo da lei 12-A comprometendo-se a resolver as coisas com alguns precários até final de Junho.”

Essa era boa. Aliás, seria mesma digna de ir para a televisão. Vocês nem as pensam, antes de as largarem. Ora vejam só no que é que daria:

1º - A Lei 12-A impede a renovação das falsas avenças, ou seja, dos verdadeiros contratos de trabalho camuflados. Certo?

2º - Assim sendo, seriam esses a receber as cartas de denúncia. Correcto?

3º - Ora, os verdadeiros contratos de trabalho camuflados são os relativos aos vínculos precários com subordinação hierárquica, horário de trabalho e que satisfazem necessidades permanentes há mais de 3 anos. Certo?

Assim, segundo esse boato, o presidente preparar-se-ia para despachar, ao abrigo da nova lei, exactamente aqueles vínculos que merecem mais tutela, regularizando de seguida (até Junho, lolol), os vínculos com menos de 3 anos.

Se o boato saiu de fonte próxima do presidente é de um gajo ficar mesmo preocupado, pois pode ser junto deste tipo de fontes que ele se aconselha (!!?!)

Anónimo disse...

QUEM SOUBER ALGUMA COISA DE LOGO QUE NÃO FIQUE CALADO.SERA QUE O PRESIDENTE IRIA CHAMAR O SINDICATO PARA DIZER Q VAI MANDAR EMBORA OS RV?.....PARA ISSO AGIA SIMPLESMENTE...MAS Q É ESTRANHO SER O PRESIDENTE A CHAMAR O SINDICATO TB SE VE Q SIM...E COMO CONSEGUEM RESOLVER AS COISAS ATE JUNHO?NÃO HA TEMPO....NÃO SEI NÃO!!!!AS COISAS ESTÃO FEIAS...

João S. disse...

Essa questão da rescisão dos contratos até ao final do mês não é disparatada. Essa solução é apoiada por ilustres juristas desta casa e alguns em cargos de direcção. Até porque isso serve o Município e coloca na mão o pessoal durante os 60 dias em que eles vão prometer a resolução do problema por outra via que não esta fantochada dos contratos de avença.
Vamos estar atentos e cada vez mais participativos. E esperemos que alguem dê alguma novidade mais logo após a reunião. A malta promete que vai à mesma à rua de S. Lázaro no dia 9.

Anónimo disse...

Devemos ir todo(s)s a este plenário como a que todos os antecedentes. O que é certo é que nas ultimas reuniões nos ultimos anos o máximo que se conseguiu reunir foram 30 e poucas pessoas. Enfim, vamos esperar pela resposta do Sr.º Costa...

Anónimo disse...

Façam das tripas de coração pra saber o que se falou na reunião. A malta nã pode continuar assim sem saber o que vão fazer da vida deles. Fala-se nos 3 anos como critério para continuar na CML. é verdade? alguem sabe disso?

Anónimo disse...

Boa tarde colegas desta luta! Há algum tempo que acompanho o blog, que tem sido muito útil para nos manter informados, apesar de se lavar alguma roupa suja, enfim também faz parte.
Junto o meu comentário ao do último colega.
Essa questão dos 3 anos como vai funcionar?
No meu caso, se contar com o estágio curricular que fiz, já tenho mais de 3 anos de casa, se apenas contar os anos de contrato mesmo só farei 3 anos em junho.
Como funciona a contagem?
Não me parece justo ficar de fora, duma suposta e cada vez mais distante integração!
Apesar de não estar cá há tanto tempo com alguns colegas não vejo razão para não ser admitida, quando tenho horário, sujeição hierarquica (bem díficil, por sinal), funções definidas, tenho que justificar faltas, marcar férias....
Alguém sabe acrescentar algo mais?
obrigada

Anónimo disse...

Todos os falsos avençados deviam ser integrados no Quadro privado e acabar de vez com esta praga e injustiça social que congela as nossas vidas!!

Anónimo disse...

Venho aqui fazer uma pergunta. Alguem sabe que existe um Despacho do Sr. Vereador dos Recursos Humanos a dizer que as Direcções Municipais terão de manifestar o interesse de renovação dos contratos de avença dos seus serviços num prazo de 90 dias? Alguem sabe se alguma direcção ja tomou essa iniciativa?

Anónimo disse...

Essa do despacho é nova. Mas tudo é possivel...

E quanto à reunião? Alguem é capaz de levantar um bocado da cortina? Ou será que as notícias são tão más que quanto mais tarde melhor?

Anónimo disse...

Continua tudo em silencio. Não me digam que temos que esperar pelo dia 9 para sabermos em que é que deu a reunião.

Anónimo disse...

Pois fundamental era o Despacho dos Rec Humanos a Pedir aos Dirigentes que informassem da necessidade de manter os seus RV, isto deveria ser bem fundamentado para que se pudessem incluir no regime de excepção.

Anónimo disse...

A ser verdade essa do despacho a 90 dias é caso p perguntar se já se fez a informação... Duvido muito!!!

E afinal o que é que o Costa comunicou ao sindicato? Foi isso? Há livre arbitrio dos directores municipais para fazerem as escolhas? Nada mais conta?

Só vos digo que a trampa continua a mesma e a malta ou luta toda unida ou então vai mesmo parar ao desemprego.

Ainda mais porque convém não esquecer o que é que vinha no plano de saneamento: despedir 500 colaboradores.

Anónimo disse...

Alguem sabe o que foi dito na reunião?

Anónimo disse...

O que foi dito na reunião não sei, mas sei que o Bloco e o Sá Fernandes já tiveram melhores dias juntos:

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=87688

Anónimo disse...

Como o link não aparece inteiro, aqui fica ele outra vez, desta vez dividido em 2 linhas:

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Politica
/Interior.aspx?content_id=87688

Anónimo disse...

Como mais de 24 horas depois ainda ninguem adiantou nada começamos a perceber que as notícias não devem ser boas.
Mais a mais a notícia do Sol é verdadeiramente preocupante pois parece que o grande Sá Fernandes está na boa com a escumalha do PS que querem meter 500 pessoas na rua.Vamos a ver agora é se quem manda é o Bloco se o Sázinho.

Anónimo disse...

Mas alguém ainda acredita no Pai Natal? O que o Sá Fernandes quer é tacho, não é diferente dos outros, é tudo farinha do mesmo saco...

É muito bonito vir para os jornais dizer que se está a lutar por uma causa e que, dos trabalhadores que receberam a carta, ele conseguiu salvar os que prefiguravam um verdadeiro contrato de trabalho!

Quando o ouvi dizer isso só me deu vontade de rir... no meu departamento houve 2 pessoas, a trabalhar há mais de 3 anos e que reuniam essas condições, e que foram mandadas embora sem qualquer critério.
Não me lembro de ver o Sá Fernandes vir interceder por elas.

Esse tipo é patético, basta ver o comportamento dele na era pré-Costa e agora... o Louçã que não tenha juízo não... com o meu voto nunca mais contam!

Anónimo disse...

Noticia da agência lusa:

"Lisboa, 04 Abr (Lusa) - A reunião do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) com o presidente da Câmara, António Costa (PS), sobre a integração nos quadros dos trabalhadores precários foi inconclusiva, revelou à Lusa o dirigente sindical Joaquim Jorge.

"O presidente da Câmara mantém a intenção de criar a comissão arbitral e não avança sem os sindicatos e nós mantemos as dúvidas quanto à legalidade da comissão", afirmou Joaquim Jorge.

O sindicato vai consultar os trabalhadores, num plenário na quarta-feira, e definir uma posição para levar à próxima reunião com António Costa, marcada para dia 14 deste mês.

"Também não podemos chegar a Junho [altura em que terminam os contratos] e ter 800 pessoas na rua", afirmou o dirigente sindical.

O sindicato teme que, por ter uma legalidade questionável, a integração dos trabalhadores através da comissão arbitral venha a ser impugnada no futuro.

Segundo Joaquim Jorge, "todos os juristas" contactados pelo sindicato "foram unânimes em dizer que a comissão arbitral é uma solução dúbia do ponto de vista legal".

O sindicato sublinha que a Câmara tem alternativas à constituição da comissão arbitral, um instrumento que dizem inédito na resolução de questões laborais, como o lançamento de concursos ou de ofertas públicas de emprego para integração num quadro de direito privado."

http://noticias.sapo.pt/lusa
/artigo/776192c862910e1a5dc52c.html

Anónimo disse...

Quanto mais leio aqui mais preocupado fico, alías penso que não temos solução à vista nos tempos mais próximos, pois até essa história do quadro privado já foi à vida com a saída da nova Lei que transforma os quadros de pessoal em mapas de pessola e onde é possível ter os contratos resolutivos por tempo determinado e os contratados para o desempenho de funções publicas por tempo indeterminado, aqui podiamos entrar nós mas...há um problema ao abrirmos umprocedimento concursal para um destes lugares seja por tempo determinado ou indetrminado vamos ter que levar sempre com os colocados em SME, e este ficam sempre à nossa frente na lista final, nós só poderiamos entrar depois deles...
Deixo aqui uma duvida para os Juristas RV que passem por aqui, considerando que as novas regras para os procediemntos concursais só entram em vigor quando sair a RCTFP (acho que é este o nome...) e aos quadros de pessoa deixaram de ser quadros desde o dia 1 de Março de 2008 será que este tempo até aos 180 dias ou seja 26 de Agosto não seria o suficiente para poderem abrir procediemntos concursais para nós sermos admitidos sem termos que ficar atrás dos do SME, ou não sou Jurista por isso gostava de ouvir a opinião de alguem sobre esta minha teoria, é que se não for por aqui resta-nos por a Câmara de Lisboa em Tribunal e provarmos que durante estes anos cumpriamos horário, tinhamos chefias, posto de trabalho acesso à rede, etc... não tenho duvida que ganhavamos isto mas o problema é como é que vivemos até lá, o dinheiro faz nos falta....

Anónimo disse...

Pelos vistos nada ficou resolvido e o tempo continua a passar...e a vida dos recibos verdes continua a ser brincadeira para a cml...faltam cerca de 20 dias e nada é dito.Sera q alguem ja ouviu alguma coisa dos 3anos?Anda um zum-zum que quem entrou apos agosto 2004 pode ir embora...sabem alguma coisa?ou aplica-se a janeiro 2005?Procurem informações nos vossos departamentos...se td foi inconclusivo na reunião como ficamos novamente?

Anónimo disse...

Isto não está facil, ninguem se entende.Nem os sindicatos nem o presidente.Os jornais continuam a afirmar qua a cml vai dispensar 500 rv ate ao final de 2008....

Anónimo disse...

Demasiada informação no ar e nenhum esclarecimento.

Não me parece justo que o tempo de trabalho na CML seja usado como justificação para ser ou não despedido, todos os recibos verdes que sejam fundamentais para funcionamento dos serviços são importantes!

Foram pedidas às chefias justificações dos recibos verdes, que já foram enviadas para os directores municipais.a