segunda-feira, 7 de abril de 2008

Reunião com António Costa inconclusiva

A reunião do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) com o presidente da Câmara, António Costa (PS), sobre a integração nos quadros dos trabalhadores precários foi inconclusiva, revelou à Lusa o dirigente sindical Joaquim Jorge.
"O presidente da Câmara mantém a intenção de criar a comissão arbitral e não avança sem os sindicatos e nós mantemos as dúvidas quanto à legalidade da comissão", afirmou Joaquim Jorge.
O sindicato vai consultar os trabalhadores, num plenário na quarta-feira, e definir uma posição para levar à próxima reunião com António Costa, marcada para dia 14 deste mês.
"Também não podemos chegar a Junho [altura em que terminam os contratos] e ter 800 pessoas na rua", afirmou o dirigente sindical.
O sindicato teme que, por ter uma legalidade questionável, a integração dos trabalhadores através da comissão arbitral venha a ser impugnada no futuro.
Segundo Joaquim Jorge, "todos os juristas" contactados pelo sindicato "foram unânimes em dizer que a comissão arbitral é uma solução dúbia do ponto de vista legal".
O sindicato sublinha que a Câmara tem alternativas à constituição da comissão arbitral, um instrumento que dizem inédito na resolução de questões laborais, como o lançamento de concursos ou de ofertas públicas de emprego para integração num quadro de direito privado.
ACL.
fonte: Lusa

17 comentários:

Anónimo disse...

inconclusiva!
Porque é que eu não fiquei nada espantada!
UMA CHAMADA DE ATENÇÃO:ACHAM QUE DEVE SER O SINDICATO A CONCORDAR OU A DISCORDAR COM AS PROPOSTAS APRESENTADAS PELO PRESIDENTE? NÓS É QUE TEMOS QUE NOS REUNIR E FALAR COM O PRESIDENTE.
PORQUE SE NÃO:1 JULHO: 800 RUA

Anónimo disse...

Uma coisa é certa, o tempo vai passando e continuamos na mesma isso é q é verdade....e em julho estamos todos na rua.Podiam pelos menos falar com as pessoas, não se brinca com a vida das pessoas!!!

Anónimo disse...

http://www.correiomanha.pt/Noticia.aspx?channelid=00000181-0000-0000-0000-000000000181&contentid=36C6E1E2-6B2A-40CB-9D56-CC95AECB927B

Que comecem pelos organismos publicos, os principais responsáveis pela quantidade de trabalhadores precários existente.

Anónimo disse...

Uma coisa é certa, acho que não temos muita opção de escolha ou aceitamos a proposta do presidente ou estamos todos na rua...ou melhor estamos na rua.Já agora alguem percebeu o que é isso da comissão arbitral?Segundo o 24 horas de hoje os 500 que ele diz dispensar ate final de 2008 são pessoas que vão sair livremente, mais reformados bla bla bla...não acahm que já chega de nos atirar areia para os olhos?Porque não abrem o jogo?Com a comissão arbitral nem todos vão entrar...se fosse bom a STML aceitava, assim aos poucos vão dispensando a malta.Grande jogo que eles fizeram...

Anónimo disse...

Então dia 14 de Abril vamos aos Paços do Concelho.Sim porque se não formos o sindicato não vai aceitar a proposta do presidente e depois ficamos sem nada

Anónimo disse...

Não compliquem!Aceitem a comissão, sempre é melhor que nada!
Devia ser feita uma votação entre os precários e depois ser tomada uma posição.

Anónimo disse...

Não somos 800, somos cerca de 900. E toca de ir toda a gente dia 9 de Abril ao sindicato ao menos para saber concretamente em que consiste essa Comissão Arbitral.

Anónimo disse...

Tanta discussão tanta discussão e esquecem-se do essencial!
Afinal.. concordam e apoiam os despedimentos na CML ou não!!???

Roupem o acordo com o Sá Fernandes ou não?!!
Porque a única interpretação que eu faço é que se não rouperem o com o Sá apoiam as medidas que este em conluio com o PS estão a tomar contra trabalhadores que cumprem horário e hierarquia e que há muito se têm vindo a revelar uma mais valia para o Município.
Falo de falsos avençados a ganhar como se técnicos superiores a quem sequer é reconhecida subida de escalão, mas na verdade ganham como estagiários ou técnicos de 2ª apesar de há mais de 5 anos a trabalhar (sem qualquer subida, com aumentos de 30 euros, 20 líquidos!!!) apesar de o recibo verde que passam poder aparentar outra coisa (uma vez que incluem pretensos subsídios e o IVA que é todo entregue ao EStado)e trabalham, falo por mim, mais de 10horas diárias porque a partir de certa hora não há funcionários a assegurar o serviço.A vida de pessoas, técnicos que muito dão À CML e que não têm qualquer conotação política é que é mais importante aqui. À m**** para as guerrinhas políticas porque o que os políticos, BE, Sá Fernandes, Sindicatos e o Exmo Sr. Presidente estão a fazer não passa dissso, politiquice esquecendo o essencial: as PESSOAS.
Volto a frisar... quero lá saber das plantinhas do Zézinho. Quero é saber como vou alimentar a minha família a partir de JUlho. E lá tenho eu que vir trabalhar e fingir que nada se passa, que não estou arrasado, preocupado, stressado.. porque os municipes não têm culpa alguma.
Eu também não... mas são os políticos mentirosos, que delapidam o erário público e bem falantes que temos..
Quero ouvir o Pedro Soares que tão silencioso anda!
Então a posição do BE?!
Onde anda ela?
Estão À espera da cereja no topo do bolo? Chegados a Junho dirão.. epá nós até tentámos mas o sindicato.... e este o Sindicato dirá.. Vergonha.. despedimentos.. e têm mais um cavalo de troia e nós no olho da rua..pois bem, eu quero lá saber do sindicato.. quero lá saber que vão para a rua em manifestações, quero que deixem de brincar com a vida alheia. Quero lá saber que é ilegal a solução do Presidente. Ilegal por ilegal já estamos nós com falsas avenças.Eu quero é um contrato de trabalho e acabar com a vergonha dos precários.
O problema é que interessa ter precários. Estes são pão para toda a obra e interessa manter sempre este clima de medo. Porque estes não fazem greves, estes não podem dar a cara por medo e lá vão fazendo o trabalhinho para os políticos mostrarem aos cegos "lisboetas que só pensam, finalmente estão a acabar com as "mamas"" desconhecendo que as verdadeiras mamas são daqueles que entraram agora e ganham milhares e milhares de euros e não põem aqui os pés. Prque é que o Rubem de Carvlaho não fala dos milhares que a mulher dele ganha como avençada? E o sá não fala dos milhares que ganham os avençados dele?
A verdade meus Senhores..
E não nos façam de parvos!

J.B. disse...

O facto da reunião ter sido inconclusiva é preocupante para todos nós.

Quanto à notícia da dispensa de 500colaboraqdores até ao final do ano convém relembrar que não é boato.

A intenção vem afirmada no plano de saneamento proposto pela Direcção Municipal de Finanças.

seguindo o 24 horas, o gabinete de António Costa nega que sejam avençados e que esses números se baseiam em pessoal do quadro que se vai aposentar.

Acham credível? Eu acho que é mais uma mentira. Tal como a intenção de nos integrarem no quadro.

Já agora reparem bem como o Bloco de Esquerda está em pé de guerra por causa da nossa situação. O Sá Fernades é co-responsável no boicota à nossa integração e há gente lá dentro que o sabe.

Amanhã, vamos ao sindicato. Precisamos saber mais.

Anónimo disse...

Epá... a malta não está mesmo a entender nacda do que aqui se passa. Não basta o sindicato aceitar ou recusar a propostas do Costa. Há muito mais em jogo...
Vamos todos amanhã ao sindicato e clarificar tudo.

Anónimo disse...

Qual sindicato homem:ACORDEM PARA A VIDA. Faz-te esperto! o sindicato é igualzinho aos outros é só politica! fiem-se no sindicato e não corram!sim vamos lá dia 9 para a partir daí nos organizarmos. mas não contem com este sindicato para nada!(eu sei do que estou a falar)
Onde é que andam os partidos que alegadamente defendem os dtos dos trabalhadores??? Sá Fernandes e Companhia!Que vida triste: nós trabalhamos e muita gente do quadro (NÃO SÃO TODOS) não FAZ NADA MAS MESMO NADA DURANTE DIAS SEMANAS, MESES E ANOS, ENFIM....PONHAM ESSES NA RUA

Anónimo disse...

Quero ver quem tem tomates para ir ao sindicato falar como tem falado aqui...

Anónimo disse...

Se for na média amanhã somos uns 20... a sala tb é pequena. Se for toda a gente que diz que vai é melhor ir para aquela terraço. (eheheh)

Anónimo disse...

pensava que bastava ter um vínculo precário para aparecer no sindicato!.....Boa educação mostra quem a tem...e o que sei comigo fica!

Anónimo disse...

Só o Presidente pode resolver a nossa situação.
Segundo sei, todos os municipio estão a resolver os seus problemas com os avençados,(Almada,Porto,Sintra,Oeiras ...etc)Acho mesmo que só Cascais é que não, será porque a Manela este por lá? e aconselhou alguem a não criar o Quadro Privado, ou será que por lá quem gere os recursos humanos também só se preocupa com o seu cargo e o seu nariz?, pelo que me dizem os meus amigos RV daquelas bandas, lá o Presidente quer resolver o problema mas o incompetente do director municipal, ou de departamento dos recursos humanos, quer lixar todos os RV'S... mas eles estão confiantes pois sentem que o Presidente não os vai deixar ficar na Rua, por isso digo chega de falarmos vamos mas é falar com o Costa e tentar que ele se envolva nisto como os presidentes dos municipios à volta de Lisboa estão a fazer, até mesmo Cascais que com tanta incompetência da Direcção dos Recursos Humanos quase lixou a situação toda!!!!

Anónimo disse...

As notícias que sairam nos jornais de segunda feira são verídicas.É pena que só agora é que a comunicação social tenha acordado! Estão todos feitos e caladinhos e o que é certo é que 100 já estão na rua e ninguém fala disso! E vão cerca de 500 para a rua porque pessoas que esáõ em condições de se reformar este ano não são mais do que 70! Esta gente mente descaradamente.
O Tribunal Arbitral é uma aarmadilha muito bem montada que o Costa inventou para legitimar os despedimentos; ao abrigo da "imprescindibilidade " escolhem quem querem e a malta dispensada não pode sequer recorrer aos tribunais! Cuidado que se o Costa quisesse mesmo integrar abria as ofertas públicas tal como estáva previsto; havia já listas nominais feitas pelos recursos humanso com as pessoas que se encontravam ao serviço da CML e respectivas categorias e entrava tudo para o quadro privado.Mas como ele quer fazer limpeza, inventou esta da comissão arbitral para poder "legitimar as saídas".
Além disso quem ficar "seleccionado" pela comissão arbitral para entrar, não o pode fazer directamente porque a lei não o permite!Vão à lei! Eu pedi um parecer ao provedor de justiça e a resposta é que não há possibilidade de integração na função pública sem os meios legais previstos, que são o concurso externo ou a oferta pública de emprego. Parece-me clara e conscenciosa a posição do sindicato em não querer embarcar num buraco destes. Não nos esqueçamos que há muitas acções em tribunal da malta que foi despedida e que essas mesmas pessoas podem impugnar qualquer decisão favorável a uma integração no quadro privativo .É que a lei é a mesma para todos.E que eu saiba um aparecer de um académico chamado Jorge Leite não se sobrepõe à LEI e esta infelizmente para nós é bem clara neste ponto. O Costa já foi ministro da justiça e por isso sabe bem a armadilha que montou. O que ele quer com isto é mandar cerca de 400 pessoas embora e não permitir recuros aos tribunais. Que vergonha Sr. Presidente.Páre de mentir às pessoas. E o Director Municipal dos Recursos Humanos que ganha mensalmente 6000€ por mês e que por acaso também é jurista, limita-se a dizer que sim a tudo para não perder o tacho. Esperemos que desta vez seja mais inteligente e defina critérios objectivos para as rescisões; é que qualquer a câmara não tem dinheiro para sustentar tantas acções em tribunal.

Anónimo disse...

Concordo com os dois ultimos posts ... parece-me gente que sabe o que diz!!!!!!!!!!