terça-feira, 20 de novembro de 2007

Comunicado

Convém lembrar a todos os que nos visitam e comentam que este blog não é uma arma ao serviço de interesses políticos. Se é isso que estamos a transmitir só nos resta encerrar este espaço e deixar a outros o crédito de fazer melhor. Com certeza que se pode fazê-lo!

A equipa que decidiu levar a cabo este blog não quis nem quer servir o interesse de qualquer partido político. Como funcionários precários estamos ao serviço da Câmara Municipal de Lisboa, não de forças políticas. É a entidade que nos paga o vencimento, não o vereador a, b ou c nem sequer o Presidente que neste momento, e por acaso é o Dr. António Costa.

Quanto à lista de avençados que publicámos anteriormente, resta-nos esclarecer que quem a forneceu publicamente prestou em nosso entender um serviço ao município. Foi assim que o entendemos e por isso lhe demos o relevo que achámos devido. A lista é autêntica e denuncia perante quem estiver interessado situações que uma administração pública eficiente e transparente não pode nem deve esconder dos seus cidadãos, dos seus munícipes, nem dos seus agentes, funcionários ou contratados. Deixamos ao critério de todos analisá-la e julgá-la.

Se assim o entenderem, continuaremos a denunciar e a defender a nossa causa que passa por justiça, logo pela integração no quadro de todos aqueles que dia a dia estão na CML para trabalhar e dignificar uma das instituições mais importantes do País. Nós fazemos por isso, pelo que exigimos ao poder político e administrativo do municipio que o faça também.

21 comentários:

Anónimo disse...

Caros colegas do Lisboa em Alerta,
Na verdade acho que o melhor é acabarem com o blog. Infelizmente esta gente é cobardola e só sabe mesmo é deitar tudo a baixo.
Nem com medo se unem!!!!!

Anónimo disse...

Fecham o blog quando o último prestador de serviços (avençado ou tarefeiro mas que realize funções correntes da autarquia, com horário e subordinação hierárquica) assinar o contrato de trabalho que o vinculará ao quadro privado do município, entretanto a ganhar erva e musgo algures numa gaveta (apesar de já se encontrar aprovado há muito).

Anónimo disse...

Caros colegas


Sou leitor atento do blog e dos seus comentários.

Não compreendo muito bem as razões que invocam para fechar o site. Instrumento partidário? É obvio que em qualquer coisa deste género existirão sempre militantes partidários a puxar a brasa à sua sardinha. Vejo aqui comentários que são claramente de pessoas ligadas ao PCP e comentários que devem ser de pessoas ligadas ao Bloco (visto que eles a certa altura linkaram o vosso blog no www.gentedelisboa.bogspot.com)... Para mim são uns imbecis. De um lado e do outro, topam-se a milhas e ninguém lhes liga. Mas daí a dizer-se que o blog se transformou numa "arma ao serviço de interesses políticos" é um exagero enorme.

Pelo contrário, este blog teve o mérito de mostrar que há variados tipos de situações e que toda esta questão é bastante complexa.

E o blog até deu voz aos avençados que ganham mais de 500 contos por mês e que segundo eles ganham isso porque os funcionários do quadro não fazem nenhum, tal é a pluralidade de vozes que aqui aparecem.

Gostaria de saber porquê é que as pessoas que afirmam isso, assim o pensam.

Fica-se com a ideia - do vosso comunicado - que é por causa da lista. Mas a lista é verdadeira.

Será que essas pessoas querem esconder que existem de facto avençados que ganham um balurdio e que certas avenças deveriam ser realmente rescindidas? Será que é escondendo isso que se faz um grande favor à luta dos precários na CML?

Se fecharem o blog é um mau serviço que prestam à Câmara e aos precários e muita será a especulação que se vai criar sobre o porquê que fecharam.

Anónimo disse...

Só uma política de transparência poderia resolver este imbróglio dos prestadores: haja a coragem de publicar a lista exaustiva dos prestadores, com os nomes, data do primeiro contrato, habilitações,remuneração mensal,local de trabalho e tarefa. Ou esta informação é segredo de Estado?
Se calhar iam-se encontrar muitos que nunca ninguém viu pelos Serviços e muitas "mulas" que ninguém sabe o que fazem. Quem sabe se dispensando estes não chegava e sobrava dinheiro para pagar a todos os outros!?!! Mas nenhum político se quer atravessar com esta medida. Por que será?

Anónimo disse...

Vá lá, em vez de estarem aí sentados à espera de contar os votos sobre o “fecha blog” “não fecha blog”, façam mas é um resumozinho da reunião de ontem no fórum, uma vez que nem toda a gente conseguiu estar presente. Esta malta nova é sempre a mesma coisa, eh eh eh

Anónimo disse...

è precisamente pela reunião de ontem que não vale a pena lutar. São sempre os mesmos a dar a cara. Estavam na reunião meia dúzia de pessoas e quase todas do quadro publico. Os prestadores nem vê-los. Se não se defendem a si próprios, de que vale a pena ter essa gente na CML? Amanhã se for preciso não me defendem a mim. POr isso RUA COM ELES TODOS. Cambada de larilas... são precários até na solidariedade com eles próprios.

Anónimo disse...

Fechado?

Que raio de ideia é essa. Este blog tem uma função importante e deve continuar a existir mantendo o seu papel de forma transparente e igual para todos.

Porque não publicar a lista de todos os prestadores de serviços, funções e vencimentos?

Anónimo disse...

que tal também uma lista de todos os do quadro que entram ás 11h e saem ás 12h00?

Anónimo disse...

Funcionários que entrem às 11h. e saem às 12 h. não existem.

E se os há, não representam o universo dos funcionários.

Será um caso isolado, que poderá participar ... bem como outras mais significativas, como a atribuição de carros para uso pessoal a quem mais ganha (dirigentes) que usam no trajecto casa trabalho etc. Este blog é util para isso.

Anónimo disse...

Eu sou a favor que o BLOG continue.

Apesar de ser verdade que a esmagadora maioria dos precários NÃO FEZ AQUILO QUE LHES COMPETIA PARA SALVAR OS SEUS POSTOS DE TRABALHO, E OS DOS COLEGAS eu vi alguns (poucos) mas bons colegas precários nessa reunião. Estavam lá, não foram notificados, para sair e deram a cara pelos que não foram.

Eram poucos, mas tiveram a solidariedade de muitos do quadro que ali foram. E mais que não seja por essa meia dúzia de corajosos, vale a pena lutar, e continuar a denunciar as atrocidades deste executivo.

Infelizmente vivemos tempos de nova ditadura, e as sementes do medo andam no ar... mas desistir seria capitular à partida.

Força malta!

Anónimo disse...

é sempre assim ainda que os criadores deste blog mais digam, ninguem acredida que não haja instrumentalização politica neste blog e do PCP,

Anónimo disse...

Esta da nova ditadura acho graça. O colega pode dizer-me se conhece algum precário que tenha la estao e que tenha sido despedido por isso?

Anónimo disse...

Os verdadeiros recibos verdes existem para colmatar falhas dos serviços em termos de competência e vontade para trabalhar do pessoal dos quadros muitas vezes envelhecido pela idade, desactualizado ou encostado a um vínculo na sua mente vitalicio e indestrutível.Compreendo as razões da criação deste blog que sou totalmente a favor mas também percebo o porquê de alguns avençados resolverem não dar a cara. A democracia e o direito de expressão são ideiais muito bonitos que ficam muito bem escritos no papel mas que na realidade não existem. Sou solidário para com todos os que realmente trabalhavam e foram dispensados mas sinceramente não tenho pena nenhuma daqueles que apenas passavam o recibo.

Anónimo disse...

O que o xatoo diz é facto muito antigo na CML
Todos funcionário da antiga DMAC sabiam da empresa do director do DAU em sociedade com com o chefe da divisão de obras (DO)e de um primo do primeiro, encarregado de obras

PS: Este é um caso verdadeiro sr Presidente e esta como director deste departamento á mais de 20 anos

Anónimo disse...

Sobre a NOVA DITATURA...

Caro colega, não lhe posso dar um exemplo de quem tenha sido despedido por ter estado na reunião. Aliás as justificações nunca são essas. Mas dou-lhe o exemplo de 1000 que não estiveram na reunião com medo de ir para casa ainda mais depressa. Ou por que acha que não estiveram lá?

Dou-lhe o exemplo da colega do DGRH que falou na reunião pública na Assembleia, onde referiu que o Sr. Director Municipal (Fragoso Centeno) lhe disse que o seu contrato ía denunciado por ter andado a dizer que ía para tribunal com a anulação do concurso onde ficou graduada em 1º lugar.

Se o espirito não é o de Auschwitz, é certamente um espirito de ditadura (nova) que paira sobre a maioria dos trabalhadores. Mas cabe-lhe a si e a mim, afugentá-lo.

tranças pretas disse...

Apesar de não visitar com frequência este blog, gostaria no entanto de dizer o seguinte. É importante que os autores do blog escutem a opinião dos "comentadores e visitantes" desreo para perceber o sentido e justiça das suas opiniões, reflectindo sobre a sua verdade, na medida em que tal poderá ser um dado importante a ter em conta na decisão a tomar quanto à continuação ou não deste blog.
Porém, a verdade é que é aos autores deste que pertence a decisão de continuar ou encerrar este forúm de participação e discussão. E aqui, das duas uma, ou os autores do blog reconhecem que deixaram que este espaço se transformasse numa "arma de arremeço político, de calúnia, de propaganda" e então compreende-se a decisão pelo seu encerramento, ou então , não se compreende as razões (que aliás, clara e publicamente deveriam ter sido apresentadas) para o encerrar.
Confio que os autores do blog, se de facto consideram que este é um espaço livre, democrático, respeitador das opiniões (desde que não ofensivas e insultuosas, incitivadoras ao cometimento de ilícitos ou ainda divulgadoras de mentiras), tomerão a melhor e coerente decisão.

Anónimo disse...

os funcionarios que entram ás 11h e saem ás 12h00 existem sim. na minha divisão há 3 tecnicos superiores do quadro a fazerem isso. Se por vezes chegam ás 10h30 vai o café também contar para hora de escárnio e maldizer dos recibos verdes que trabalham e gostam do trabalham que fazem. A Câmara fica com a escumalha que tem que nem sabem ajudar um municipe por telefone a dirigir-se ao serviço certo. AH! jutem também as horas de "fofocas" ao telefone a esses mesmo do quadro!

Anónimo disse...

VÀ PESSOAL do BLOG... TOCA A COLOCAR NOVAS NOTICIAS:

Há desenvolvimentos novos que devem ser dados a conhecer.

Recebi à pouco no mail uma proposta que foi aprovada em câmara. Coloquem-na aí para comentarmos.

Anónimo disse...

É verdade sim que há MUITA gente do quadro, que ainda pensa que isto é um emprego vitalício, e que fazem vida de lordes! Entram à hora que querem, perdem horas na internet, ao telefone, no café, nas fofocas, faltam sem marcar faltas ou dias de férias, tiram dias de férias a mais, gastam as férias todas de um ano e ainda acumulam para os anos seguintes... mas se é isto que a CML precisa, então fiquem com eles todos! Também os há recibos verdes, é verdade! Mas estes não são dispensados! Vão sim os que trabalham, cumprem horário, não faltam, ... mas estes pelos visto não fazem falta nenhuma, assim o pensa este executivo.
Não fechem o blog! Serve acima de tudo para desabafarmos de tanta injustiça!
Quanto às presenças em reuniões e plenários, não fui a esta última poque tiver que cumprir as minhas obrigações no meu local de trabalho. Sim! porque para a rua não me mandam por não cumprir os meus objectivo! Mas na última reunião que estive presente, constatei que realmente aparecem mais recibos verdes que não receberam ainda a carta, do que os que já foram despedidos! Têm medo de quê?

Ze Cantoneiro disse...

IRRA até irrita!

Em vez de se unir o pessoal alinha logo na divisão. A falta de lealdade e solidariedade é o mais reles que há no ser humano.

A história de cima é um bom exemplo disso!

Faz lembrar a daquele que lhe vão dar um tiro na cabeça: Em vez de atacar quem lhe dá o tiro ou perguntar por que razão o faz, NÃO! Pergunta por que é que tem de ser ele a panhar o tiro e não o colega que é mais velho e feio.

Francamente, nem o Ensaio sobre a Cegueira reproduziria melhor o espírito mesquinho e invejoso.

Caro colega, ainda que fosse verdade tudo o que diz, nada justificaria que outros tivessem a sua má sorte. Se julga que é a produtividade que justifica o emprego - então merece a carta que recebeu.

Anónimo disse...

O problema é que nunca se vai conseguir motivar o pessoal do quadro enquanto não correrem com boa parte dos avençados.

Eles ganham mais. Foram cá postos pela porta do cavalo. Estão á espera de quê? Trabalhem eles! Não são o supra-sumo da barbatana? Não veio cá parar, a ganhar muito mais porque vinha com carta de recomendação de este ou aquele vereador? Já dizia o outro: Ou há moralidade...